Segmento A Сarros Manuais do Proprietário, Manuais de instruções, Guias de utilização

Chevrolet Spark: Programa de Assistência - Serviço e manutenção - Chevrolet Spark - Manual de InstruçõesChevrolet Spark: Programa de Assistência

Intervalos de Assistência

Intervalos de Assistência

Assistência I: Utilizar a Assistência I para o primeiro serviço ou se a Assistência II já tiver sido efectuada.

Assistência II: Utilizar a Assistência II se o serviço anteriormente efectuado tiver sido a Assistência I.

Intervalos de Assistência

Intervalos de Assistência

  1. No caso de condução em condições severas: condução de distâncias curtas, ralenti longo ou condução em condições de muita poeira, o óleo e o filtro de motor podem ter de ser mudados com maior frequência.
  2. A perda de líquidos em qualquer sistema do veículo pode ser sintoma de um problema. O sistema deve ser inspeccionado e reparado e o nível dos líquidos verificado. Adicionar líquido se necessário.
  3. No caso de conduzir normalmente em condições de muita poeira, inspeccionar o filtro mais frequentemente. O filtro pode ter de ser substituído com maior frequência.
  4. Inspeccionar visualmente as linhas dos travões e tubos flexíveis para verificar que não haja dobras, fugas, fissuras, fricção, etc. Inspeccionar os calços dos travões de disco quanto a desgaste e o estado da superfície dos discos. Inspeccionar se os revestimentos dos travões/calços apresentam desgaste ou fissuras. Inspeccionar outras peças dos travões, incluindo os tambores, bombitos, pinças, travão de mão, etc.
  5. Inspeccionar visualmente se há danos, peças em falta ou soltas ou sinais de desgaste na suspensão dianteira e traseira, no sistema da direcção.

    Inspeccionar os componentes da direcção assistida se apresentam dobras, fissuras, fricção, etc.

  6. Inspeccionar as escovas dos limpa pára-brisas quanto a desgaste, fissuras ou contaminação. Limpar o pára-brisas e escovas do limpa pára-brisas se apresentarem contaminação. Substituir as escovas do limpa pára-brisas gastas ou danificadas.
  7. Se conduzir em condições severas: conduzir em terrenos acidentados ou montanhosos ou rebocar um atrelado frequentemente, o líquidos dos travões pode necessitar de ser mudado com maior frequência.
  8. Inspeccionar visualmente os tubos flexíveis e mandar substituí-los se apresentarem fissuras, inchaço ou deterioração. Inspeccionar todos os tubos, elementos de fixação e braçadeiras; se necessário, substituir por peças de origem. A fim de ajudar a garantir um funcionamento correcto, recomenda- -se um ensaio de pressão do sistema de arrefecimento, tampa de pressão e a limpeza do exterior do radiador e condensador do ar condicionado.
  9. Certificar-se de que o indicador luminoso do cinto de segurança e as montagens dos cintos de segurança funcionam correctamente. Procurar se há quaisquer peças soltas ou danificadas no sistema dos cintos de segurança. Se notar algo que impeça os cintos de segurança de fazerem o seu papel, mande repará-los. Certifique-se que qualquer cinto de segurança torcido ou rasgado é substituído.
  10. Lubrificar todos os canhões das fechaduras, dobradiças e trincos das portas, assim como as dobradiças da tampa da bagageira e trincos. Uma lubrificação mais frequente pode ser necessária se exposto a um ambiente mais corrosivo. A aplicação com um pano limpo de lubrificante à base de silicone nas borrachas de vedação, prolongará a vida útil, vedarão melhor e não ficarão pegajosas ou farão barulho.

I: Inspeccionar estes itens e peças relacionadas. Se necessário, corrigir, limpar, atestar, regular ou substituir.

R: Substituir ou mudar.

Intervalos de Assistência

3) No caso de conduzir normalmente em condições de muita poeira, inspeccionar o filtro mais frequentemente. O filtro pode ter de ser substituído com maior frequência.

11) Se a correia tiver sido substituída, deve ser inspeccionada e a tensão ajustada dentro de 6 meses/5.000 km.

Itens de assistência geral

Itens de assistência geral

Serviço adicional

Condições de utilização extremas

Considera-se que há condições de utilização extremas quando pelo menos um das seguintes situações ocorre com frequência:

  • Condução repetida de percursos curtos inferiores a 10 km.
  • Condução prolongada ao ralenti e/ou a baixa velocidade em trânsito pára-arranca.
  • Condução em estradas poeirentas.
  • Condução em terreno acidentado ou montanhoso.
  • Rebocar um atrelado.
  • Condução em trânsito urbano intensivo com temperaturas exteriores que atingem regularmente os 32 ºC ou mais.
  • Condução como táxi, veículo da polícia ou de entregas.
  • Condução frequente com temperaturas exteriores permanentes abaixo de zero.

Os veículos da polícia, táxis e veículos de escolas de condução são também classificados como utilizados em condições extremas.

Em condições extremas de utilização poderá ser necessário realizar certos trabalhos programados de revisão com uma maior frequência do que o previsto nos intervalos entre as revisões.

Procurar aconselhamento técnico sobre os requisitos de assistência que variam consoante as condições de utilização específicas.

    Veja também:

    Toyota Aygo. Utilizar o modo automático
    Pressionando   muda os modos automáticos pela ordem seguinte. Modo "AUTO"  Modo "FAST"*1  Modo "SOFT"*2 *1: Permite um funcionamento efic ...

    Ford Ka. Fixando um sistema de fixação de crianças com correias superiores
    CUIDADOS Não prenda uma tira do tirante em outro lugar a não ser no ponto de fixação correto. Certifique-se de que a tira do tirante superior não esteja frouxa ou torcida, e e ...

    Modelos

    www.asegmento.com | 0.0123 | © 2017 Todos os direitos reservados